quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Jurei, seria
o último verso, carteira
canção.

Jurei amor eterno
e tantas coisas mais.

Prometi tanto... tanto...
Que me esqueci.
do que era, fui
sou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário